Trabalhos Aprovados

Os efeitos da empaglifozina sobre a rigidez arterial e pressão arterial central em pacientes com diabetes tipo 2



Autor(es): Miranda AC; Valadares AC; Valadares A; Guimarães, Vanildo; Bandeira, Francico; Bandeira FV;
Apresentador(a): Ana Carolina Soares de Miranda Cardoso

Introdução: As doenças cardiovasculares são a principal causa de morbimortalidade em pacientes com diabetes mellitus tipo 2 (DM2). Para isso a velocidade de onda de pulso (VOP) é considerada o padrão ouro para avaliar a rigidez arterial e a sua mensuração foi demonstrada como preditora de eventos cardiovasculares. A ativação neuro-hormonal mediada pela hiperglicemia aumenta o tônus vascular e a rigidez arterial, aumentando assim o risco de complicações de hipertensão e outros eventos vasculares associadas ao DM2. Poucos estudos têm avaliado os efeitos dos inibidores da SGLT2 na rigidez arterial central.
Metodologia: Estudamos 8 mulheres hipertensas com DM2 em uso de metformina e medicação anti-hipertensiva, entre 52 e 72 anos, com o objetivo de verificar os efeitos da adição de empaglifozina na dose 12,5mg – 1 vez ao dia por 12 semanas na pressão central e na rigidez arterial através da VOP.
Resultados: As diferenças obtidas durante o uso da empaglifozina foram: peso corporal 73,78 (+- 9,1) x 72 (+- 10,02) kg (p 0,015), IMC 32,25 (+- 3,61) x 31,48 (+- 4,05) kg/m² (p 0,019), circunferência abdominal 103,69 (+- 13,91) x 100,06 (+-13,68) cm (p 0,07) e hemoglobina glicada 8,21 (+- 1,58) x 7,93 (+-1,42) % (p 0,008). As diferenças da pressão central foram pressão sistólica central (cSist) 125,71 (+- 21,93) x 120,12 (+-13,4) mmHg (p 0,0451), pressão diastólica central (cDia) 94,04 (+- 11,49) x 81,92 (+- 9,19) mmHg (p 0,001) e VOP 9,18 (+- 1,08) x 8,74 (+- 1,14) m/s (p 0,006). As diferenças dos parâmetros hemodinâmicos foram: pressão arterial sistólica (PAS) 145,83 (+-19,53) x 129,87 (+-14,31) mmHg (p 0,001), pressão arterial diastólica (PAD) 93,37 (+- 11,61) x 80,88 (+- 9,18) mmHg (p 0,001) e pressão arterial média (PAM) 117,42 (+- 14,68) x 103,29 (+- 10,77) mmHg (p 0,001).
Conclusão: Nossos dados demonstram uma melhora simultânea da pressão arterial central e da distensibilidade arterial com o uso da empaglifozina em mulheres com diabetes tipo 2.


Palavras-chave: Empaglifozia; Pressão arterial central; Rigidez arterial

[voltar]



Ilha de Santa Catarina

Um local repleto de encantos e povo hospitaleiro

Infraestrutura hoteleira

Não se preocupe com sua hospedagem, deixe que cuidaremos disso pra você!

Acesse e veja as opções


Fique atento
as datas principais


Local do Evento

Centro de Convenções CentroSul

Totalmente climatizado e com vista de cartão postal, está localizado estrategicamente no centro da cidade, próximo do terminal rodoviário, aeroporto e da ampla rede hoteleira composta por mais de 18 mil leitos. Disponibiliza atualmente 16.560 m² de área construída, divididos em dois pavimentos, com salas modulares para acomodar até 3.500 pessoas confortavelmente sentadas e dois salões de exposição para até 13.000 pessoas.

 

Av. Gov. Gustavo Richard, 850 - Centro, Florianópolis - SC, 88010-290

Cidade

Florianópolis

Florianópolis é como um mosaico que reúne toda a diversidade étnica e cultural de Santa Catarina. Uma cidade moderna, com excelentes serviços hoteleiros, restaurantes que servem o melhor das cozinhas nacional e internacional, infra-estrutura turística e de apoio, sendo definitivamente uma escolha essencial para a realização de importantes eventos.
O turismo é a vocação natural da Ilha, que além da inigualável beleza das praias, clima descontraído e povo hospitaleiro, possui uma cultura rica, que mesclada ao charme da arquitetura Açoriana compõe um destino ideal para todos os visitantes.


Promoção


Realização


Gerenciamento

 


Patrocinador Master

 


Expositores

 


Apoio