Trabalhos Aprovados

PREVALÊNCIA E PERFIL CLÍNICO PARA DOENÇA HEPÁTICA GORDUROSA NÃO ALCOÓLICA



Autor(es): Pavanitto DR; Esteves LAC; Viegas RF; Guerra ; Silveira FS; Santos LB; Santos JB; Santos MB; Viegas TMRF;
Apresentador(a): Drielle Rezende Pavanitto

Introdução: A doença hepática gordurosa não alcoólica (DHGNA) ou esteatohepatite não alcoólica (EHNA) é muito prevalente e relacionada à síndrome metabólica, diabetes mellitus tipo 2, resistência à insulina, dislipidemia, hipertensão e obesidade. No nosso país, a real prevalência e epidemiologia ainda são desconhecidas.
Objetivo: Avaliar a prevalência e o perfil clínico de pacientes portadores de DHGNA e de fígado normal pela ultrassonografia abdominal.
Método: Estudo retrospectivo observacional de prontuários de pacientes que realizaram ultrassonografia abdominal para avaliação hepática. Foram excluídas causas secundárias, totalizando 460 pacientes. Os pacientes foram divididos em quatro grupos de acordo com os graus da DHGNA segundo Saadeh et al:
Grupo 0: DHGNA ausente (grau 0)
Grupo 1: DHGNA leve (grau 1)
Grupo 2: DHGNA moderada (grau 2)
Grupo 3: DHGNA grave (grau 3)
Resultados: A prevalência de DHGNA na população estudada foi de 320 (69,6%) pacientes. No grupo 0 (n: 140, 30,4%) a média de idade foi de 36,3 anos, sendo 54 homens e 86 mulheres, 27 (19,3%) hipertensos, oito (5,7%) diabéticos, 19 (13,6%) dislipidêmicos, 25 (17,9%) obesos e 58 (41,4%) com sobrepeso. No grupo 1 (n: 122, 26,5%) a média de idade foi de 44,8 anos, sendo 48 homens e 74 mulheres, 27 (22,1%) hipertensos, 11 (9,0%) diabéticos, 35 (28,7%) dislipidêmicos, 53 (43,4%) obesos e 54 (44,3%) com sobrepeso. No grupo 2 (n: 146, 31,7%) a média de idade foi de 46,1 anos, sendo 67 homens e 79 mulheres, 54 (37,0%) hipertensos, 23 (15,8%) diabéticos, 42 (28,8%) dislipidêmicos, 96 (65,8%) obesos e 44 (30,1%) com sobrepeso. No grupo 3 (n: 52, 11,3%) a média de idade foi de 46,5 anos, sendo 32 homens e 20 mulheres, 18 (34,6%) hipertensos, nove (17,3%) diabéticos, seis (11,5%) dislipidêmicos, 42 (80,8%) obesos e 10 (19,2%) com sobrepeso.
Conclusão: A prevalência de DHGNA na população estudada foi elevada, com ligeiro predomínio do sexo feminino e maior concentração de pacientes no grupo de DHGNA moderada. Em relação à obesidade, a prevalência foi progressiva de acordo com o aumento do grau de DHGNA e nenhum paciente com IMC dentro da normalidade foi encontrado no grupo de DHGNA grave.


Palavras-chave: DHGNA; Ultrassonografia de abdomen; Obesidade

[voltar]



Ilha de Santa Catarina

Um local repleto de encantos e povo hospitaleiro

Infraestrutura hoteleira

Não se preocupe com sua hospedagem, deixe que cuidaremos disso pra você!

Acesse e veja as opções


Fique atento
as datas principais


Local do Evento

Centro de Convenções CentroSul

Totalmente climatizado e com vista de cartão postal, está localizado estrategicamente no centro da cidade, próximo do terminal rodoviário, aeroporto e da ampla rede hoteleira composta por mais de 18 mil leitos. Disponibiliza atualmente 16.560 m² de área construída, divididos em dois pavimentos, com salas modulares para acomodar até 3.500 pessoas confortavelmente sentadas e dois salões de exposição para até 13.000 pessoas.

 

Av. Gov. Gustavo Richard, 850 - Centro, Florianópolis - SC, 88010-290

Cidade

Florianópolis

Florianópolis é como um mosaico que reúne toda a diversidade étnica e cultural de Santa Catarina. Uma cidade moderna, com excelentes serviços hoteleiros, restaurantes que servem o melhor das cozinhas nacional e internacional, infra-estrutura turística e de apoio, sendo definitivamente uma escolha essencial para a realização de importantes eventos.
O turismo é a vocação natural da Ilha, que além da inigualável beleza das praias, clima descontraído e povo hospitaleiro, possui uma cultura rica, que mesclada ao charme da arquitetura Açoriana compõe um destino ideal para todos os visitantes.


Promoção


Realização


Gerenciamento

 


Patrocinador Master

 


Expositores

 


Apoio