Trabalhos Aprovados

AVALIAÇÃO DA SENSIBILIDADE PROTETORA PLANTAR EM PACIENTES PORTADORES DE DIABETES MELLITUS TIPO 2 ATENDIDOS EM UNIDADES DE SAÚDE E CENTRO DE ESPECIALIDADES MÉDICAS E ATENÇÃO À SAÚDE DE VILA VELHA/ES



Autor(es): GUEDES, L. G. M.; SCHAFASCHECK, G. S.; Amanda AR; Amanda P V C; Nayara ORS; Julia SC; Thiago FAC; Simone K; Ana RMS; CASINI, A. F.;
Apresentador(a): ALESSANDRA FERRI CASINI

Introdução: O pé diabético é conceituado como infecção, ulceração e/ou destruição de tecidos moles associados a alterações neurológicas e vários graus de doença arterial periférica (DAP) nos membros inferiores. Representa uma das principais causas de internações prolongadas e amputações com desfecho desfavorável entre os pacientes. Objetivo: Avaliar a sensibilidade protetora plantar em pacientes portadores de Diabetes Mellitus tipo 2 (DM2) participantes do programa HIPERDIA de Unidades de Saúde e do Centro de Especialidades Médicas e Atenção à Saúde de Vila Velha/ES. Pacientes e Métodos: Aplicamos um questionário avaliando fatores de risco para ulceração dos pés: polineuropatia diabética (PND), deformidades (PND motora, biodinâmica, limitação da mobilidade articular), trauma, DAP, histórico de úlcera e/ou de amputação, nefropatia, retinopatia, morar sozinho, inacessibilidade ao Sistema Único de Saúde (SUS). Avaliamos a sensibilidade protetora plantar (SPS) através do monofilamento de náilon de 10 g, realizado em quatro áreas plantares: hálux, primeira, terceira e quinta cabeças de metatarsos, diapasão 128Hz para estímulo de vibração em saliência óssea, palito para avaliação de dor em qualquer ponto plantar e martelo para avaliação do reflexo tendíneo (Aquileu). O diagnóstico de perda da SPS foi considerado quando: teste monofilamento de 10 g e um ou mais dos demais citados alterados, conforme a Diretriz da Sociedade Brasileira de Diabetes 2017-2018. Resultados: Avaliamos 52 pacientes, dos quais 63,46% eram mulheres e 36,54% homens, faixa etária entre 44 a 89 anos, tendo como idade média 64,65 ± 8,79 anos. Destes, 20 (38,46%) pacientes já tinham neuropatia instalada, apresentando polineuropatia periférica, deformidades, trauma, doença arterial periférica e histórico de úlcera e/ou de amputação anterior. Dentre os 32 (61,54%) pacientes restantes, apenas 2 (6,25%) foram classificados com perda da SPS. Nos pacientes sem o diagnóstico de perda de SPS, 5 (15,63%) possuiam fatores de risco como nefropatia, retinopatia, morar sozinho e inacessibilidade ao sistema de saúde. Conclusão: Diante do exposto, destaca-se a importância do atendimento primário no setor de saúde, por meio da ampliação das ações básicas direcionadas aos cuidados com os pacientes diabéticos, especialmente orientações para prevenção de ulcerações, através de guias de exame dos pés. Desse modo estaremos atuando no rastreamento da PND e identificação de risco de ulceração neuropática.

Palavras-chave: DIABETES MELLITUS; SENSIBILIDADE PROTETORA PLANTAR

[voltar]



Ilha de Santa Catarina

Um local repleto de encantos e povo hospitaleiro

Infraestrutura hoteleira

Não se preocupe com sua hospedagem, deixe que cuidaremos disso pra você!

Acesse e veja as opções


Fique atento
as datas principais


Local do Evento

Centro de Convenções CentroSul

Totalmente climatizado e com vista de cartão postal, está localizado estrategicamente no centro da cidade, próximo do terminal rodoviário, aeroporto e da ampla rede hoteleira composta por mais de 18 mil leitos. Disponibiliza atualmente 16.560 m² de área construída, divididos em dois pavimentos, com salas modulares para acomodar até 3.500 pessoas confortavelmente sentadas e dois salões de exposição para até 13.000 pessoas.

 

Av. Gov. Gustavo Richard, 850 - Centro, Florianópolis - SC, 88010-290

Cidade

Florianópolis

Florianópolis é como um mosaico que reúne toda a diversidade étnica e cultural de Santa Catarina. Uma cidade moderna, com excelentes serviços hoteleiros, restaurantes que servem o melhor das cozinhas nacional e internacional, infra-estrutura turística e de apoio, sendo definitivamente uma escolha essencial para a realização de importantes eventos.
O turismo é a vocação natural da Ilha, que além da inigualável beleza das praias, clima descontraído e povo hospitaleiro, possui uma cultura rica, que mesclada ao charme da arquitetura Açoriana compõe um destino ideal para todos os visitantes.


Promoção


Realização


Gerenciamento

 


Patrocinador Master

 


Expositores

 


Apoio