Trabalhos Aprovados

Aspectos clínicos e epidemiológicos em crianças e adolescentes com diabetes mellitus tipo 2



Autor(es): Souza BL; Holanda NCP; Soares RCVL; Cunha ADA; Campos ACF; Aranda LD; Cunha NDA; Cardoso MF;
Apresentador(a): Andreza Dantas Andrade Cunha

Introdução: No Brasil vem sendo observado aumento da incidência de diabetes mellitus tipo 2 (DM2) entre crianças e adolescentes. Com fisiopatologia semelhante à do adulto, no jovem com DM2 também se observa a resistência à ação da insulina como uma alteração na função da célula beta-pancreática. Objetivo: avaliar a prevalência de DM2 em serviço de referência em João Pessoa/PB e o perfil clínico e epidemiológico da criança e adolescente com DM2. Metodologia: Estudo transversal. Durante um ano, dados de prontuários de menores de 18 anos foram analisados. Verificou-se critérios como: sobrepeso ou obesidade, histórico familiar de DM2, comprovada por concentração elevada ou normal de peptídeo C, início insidioso da doença e presença de sinais clínicos de resistência à insulina, além da exclusão de existência de diabetes autoimune. Resultados: Dos 540 pacientes com DM, 65 (12%) foram classificados como DM2, sendo 42 destes (64%) masculino. Apresentaram idade média de 13,5 anos (mais jovem com 9,5 anos). Todos estavam em sobrepeso ou obesidade ao diagnóstico e 60 (92%) apresentaram um dos pais com história da doença. No grupo com diagnóstico há mais de 02 anos, houve presença estatisticamente significativa maior de hipertensão (55% x 12%) e dislipidemia (32% x 9%) do que os com menor tempo de diagnóstico (p = 0,03), sem diferença entre os gêneros. Ao diagnóstico de diabetes, 88% dos pacientes com DM2 foram inicialmente conduzidos com insulinoterapia, apesar dos dados epidemiológicos. Conclusão: Ao longo da doença, outras comorbidades como HAS e dislipidemia agravam o prognóstico do paciente jovem. O médico deve estar atento para este diagnóstico em crianças, visando evitar inconformidades na sua condução inicial.

Palavras-chave: diabetes mellitus; crianças; epidemiologia

[voltar]



Ilha de Santa Catarina

Um local repleto de encantos e povo hospitaleiro

Infraestrutura hoteleira

Não se preocupe com sua hospedagem, deixe que cuidaremos disso pra você!

Acesse e veja as opções


Fique atento
as datas principais


Local do Evento

Centro de Convenções CentroSul

Totalmente climatizado e com vista de cartão postal, está localizado estrategicamente no centro da cidade, próximo do terminal rodoviário, aeroporto e da ampla rede hoteleira composta por mais de 18 mil leitos. Disponibiliza atualmente 16.560 m² de área construída, divididos em dois pavimentos, com salas modulares para acomodar até 3.500 pessoas confortavelmente sentadas e dois salões de exposição para até 13.000 pessoas.

 

Av. Gov. Gustavo Richard, 850 - Centro, Florianópolis - SC, 88010-290

Cidade

Florianópolis

Florianópolis é como um mosaico que reúne toda a diversidade étnica e cultural de Santa Catarina. Uma cidade moderna, com excelentes serviços hoteleiros, restaurantes que servem o melhor das cozinhas nacional e internacional, infra-estrutura turística e de apoio, sendo definitivamente uma escolha essencial para a realização de importantes eventos.
O turismo é a vocação natural da Ilha, que além da inigualável beleza das praias, clima descontraído e povo hospitaleiro, possui uma cultura rica, que mesclada ao charme da arquitetura Açoriana compõe um destino ideal para todos os visitantes.


Promoção


Realização


Gerenciamento

 


Patrocinador Master

 


Expositores

 


Apoio